Jair A. Pauletto
O Singular do Plural
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos

Gente fria é gente arredia

Coisa mais sem graça

Quase uma desgraça

Não tem amor ou alegria

De tudo desconfia

Essa gente se acha muito inteligente

Mas é desprovido de mente

Pois não consegue perceber

Que é preciso crescer

Cresça, cresça, cresça...

Até que a centelha que há em ti apareça

Deixe a beleza da aproximação

Do afeto que vem do coração

Te mostra a verdadeira direção

Desconfia, pois nem sempre é dia

Nem sempre há luz,

Mas não seja tão arredia

Que possa abalar tua estadia

Nesta terra vazia de confiança

Amor, compaixão e esperança

Deixe que o amor conduz

Todos que em sua jornada buscam a luz

Para uns o caminho é Jesus

Outros é Chico que conduz

Oxalá, também vai te auxiliar

Ou a quem sua fé denominar

Não pare de caminhar...

A Fonte que tudo é, te espera

de volta ao teu lar.

Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 14/06/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links