Jair A. Pauletto
O Singular do Plural
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
"Eu sou assim"
Se vc vai ler este texto até o final, já vou avisando que a visão é bem pontual, estreita, objetiva, trata apenas daquele “Eu sou assim”, que as pessoas utilizam para justificar-se da sua falta de vergonha da cara de trabalhar a si mesmo. Falo daquelas pessoas que tentam justificar suas m... simplesmente com um eu sou assim, e aí de vc se disser algo, pois acham que vc está sendo desrespeitoso, quando na verdade são uns preguiçosos que aos invés de  desbastar a pedra bruta, lapidar o espirito, tornarem-se seres humanos melhores, partem para a Ignorância do eu sou assim, ninguém me entende, valoriza e por ai vai até chagar ao em seu íntimo na plena convicção de que “são vítimas incompreendidas”, que todos são contra eles e não os valorizam.
Me desculpe, já falei esse é um texto de visão restrita, mas se vc é uma pessoa assim, lamento dizer que você é um ignorante. Ignorante não no sentido humilde de não ter dito acesso ao conhecimento, de não estar a par de alguma coisa, mas no sentido de não saber nada de si mesmo, da própria pessoa, de si mesmo. Para essas pessoas, já é passada a hora de sair desta ignorância egóica porque na verdade são pessoas arrogantes mesmo, para dizer o mínimo. São submissas ao ego, espíritos caídos que repetem ciclos de degeneração que desperdiçaram e continuam desperdiçando as oportunidades de libertarem-se de seus erros, seu “carma” por invocarem o seu “eu sou assim”, quando na verdade são seres submissos as suas próprias criações de sucessivos “eu sou assim”. Essa sucessão de construção da “personalidade eu sou assim” tornou-se um círculo vicioso que fazem questão cultivar e pior buscam transmitir a sua prole, causando estragos além de si mesmos e impedindo-os cada vez mais de descobrirem-se e oportunizarem a verdadeira essência luminosa de se manifestar.
Para não me estender mais, digo apenas que para essas pessoas, está na hora de acordar, acordar de verdade, mergulhar em si mesmos e assumir as sobras, livrar-se do morador do umbral que os subjuga em fim, sejam humilde. Humilde de verdade, no sentido correto da palavra, pois é muito comum se transvestirem de humildes para aconchegar o próprio ego ferido. E digo mais a todos os “Eu sou assim”, vão trabalhar a si mesmo, deixem de querer ser os donos do mundo, os sabichões detentores do conhecimento de da verdade absoluta, todos estão de saco cheio de tolerá-los, deixem de contaminar a sociedade, as famílias, os amigos com seus mimimis. Todos temos traumas, hereditariedades, problemas e muito trabalho a fazer em nós mesmos, então se você é um “Eu sou assim” e não quer fazer sua parte caia fora, comece a tomar consciência de que você precisa dominar a si mesmo, limpar-se dos “traumas” e assumir a responsabilidade por si mesmo e por seus entes queridos, torne-se uma versão melhor de si mesmo a cada dia e pelo menos desenvolva um pouco de compaixão e gratidão consigo mesmo e com os outros. Mas se vc acha que isso é demais e fere a sua essência de ser o “Eu sou assim”, me poupe, porque na verdade você está brigando consigo, pois essas minhas palavras foram suaves diante da sua realidade.
E por fim, digo a você que encontra, convive ou conhece alguém que e ‘um “Eu sou assim”, afaste-se, fique longe, porque você corre o risco de ser responsabilizado, culpado por o outro “eu sou assim” ignorar sua responsabilidade de evoluir, lapidar-se , acordar verdadeiramente e tomar consciência de que a maior vitória e vencer a si mesmo.
Pense nisso, boa semana!

 
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 29/05/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links