Textos

Prisioneiro
 
O pouso suave do teus lábios em mim
Prenúncio deste amor sem fim
Que me arrasta da cama pra cozinha
Nos amigos já abro mão
o futebol, já esqueci
Meu pensamento sempre em ti
Minha vida no nosso colchão
É a medida perfeita deste amor
Que por ti alimento
se Deus é a perfeição
ele esta aqui neste momento
em que teu lábios pousam em mim
e revelam este amor sem fim
Pousa, pousa em mim
doces lábios de amor
Pousa suave esta nave
Suave, suave até tremer
As estrelas posso ver
Mesmo antes de anoitecer
Neste pouso de amor
Foi abduzido, seduzido, condenado
A viver ao teu lado
Suave prisão que me mante trancado
Por este suave beijo cadeado

 
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 21/01/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários