Textos


O Alimento do Amor

Escovar os dentes após as refeições é um dos primeiros hábitos que adquirimos ainda quando crianças. Inicia naturalmente na família e depois é reforçado nas escolas. Odontólogos em suas campanhas de educação em Saúde Bucal ensinam novas técnicas de escovação e também ampliam a recomendação para que ela seja feita com maior freqüência, em especial, sempre após que ingerirmos qualquer alimento.
Recomendação ainda difícil de ser seguida porque a grande maioria das pessoas só escova os dentes no máximo três vezes ao dia, após as principais refeições ou somente ao acordar e antes de dormir.
Informações e instruções úteis, que além de nos proporcionar saúde e deixar nosso sorriso mais bonito, também nos reportam para histórias interessantes, principalmente quando o assunto envolve relacionamentos de casais que compartilham os mesmos espaços, móveis objetos, etc...,
São comuns as discussões entre casais que compartilham o mesmo creme dental, por exemplo. Discussões desgastantes que geralmente iniciam quando um dos dois preferir apertar a ponta da bisnaga e o outro a base. São motivos suficientes para gerar desentendimentos ou expressar pequenas rusgas que podem evoluir para maiores atritos.
No entanto, também há casos que o mesmo creme dental pode servir para despertar os mais belos sentimentos de carinho, dedicação e amor.
Isso ocorre quando você percebe que a pessoa amada acabou de deixar uma bisnaga novinha para você iniciar, enquanto utiliza aquele restinho, pois ela sabe que você não gosta de espremer a bisnaga do creme até o final. E é justamente nesse momento que a música do Caetano,“quando a gente ama, é claro que a gente cuida” toma forma de realidade.
É um gesto simples, mas que só pode ser feito por alguém que realmente cuida de você, e ao mesmo tempo faz você sentir que seu amor está sendo alimentado.
Se ampliarmos essa pequena ação, podemos observar que diariamente inúmeros gestos nos são dedicados, não somente como mera forma de educação, mas sim, como uma demonstração de carinho, preocupação, cuidado e dedicação, tornando-se verdadeiros alimentos do amor.
Somente um amor forte, alimentado, é capaz de retribuir e realimentar o amor que o alimenta. 


Em Homenagem aos Namorados - 2007
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 11/06/2007
Alterado em 11/06/2007


Comentários