Textos

Teu ciúme
continua imune
ao meu amor
Adeus, vou  navegar
em águas profundas
meu amor irei afogar
Para teu ciúme não
o encontrar
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 03/10/2013
Alterado em 30/07/2015
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários