Jair A. Pauletto
O Singular do Plural
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
Espuma
 
Sob águas revigorantes
sinto a paixão ainda a pulsar
e vejo  num frasco o amor
que todo o dia  une-se a água da vida
para juntos me confortarem
união perfeita de tradicional receita
amor e vontade de amar...
É  o que tenho de sobra pra te dar
e assim fico a divagar
até que a realidade vem me chamar
então  apuro o olhar
e vejo  na  rala espuma a morrer
o amor se dissolvendo devagar
pelo ralo escuros caminhos percorrer
triste fim de amor promissor ...
Eis que a razão faz lembrar
que é tempo de reciclar
fecho o registro para cordar
Meu amor é a água pura
possível de reaproveitar
E a espuma  impureza a processar
para a vida não contaminar...
Sendo água  continuo a brotar
na esperança de tua sede saciar
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 15/08/2013
Alterado em 14/06/2014
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links