Jair A. Pauletto
O Singular do Plural
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
Castigo

Como um vírus raro foi se instalando
sem que pudesse perceber
em silencio me dominou
como metástase me subjulgou
virei desilusão
me entreguei a razão
Busquei um antídoto para me curar
Rara preciosidade
Entre os mundos fui buscar
impossível de comprar 
Um cupido fui furtar
e puro amor me tornar
Puro Amor agora Sou
Pobre cupido
não consegue mais enamorar
sem ter em que banhar
é ineficiente  seu flechar
Para se vingar
esolver me castigar
Hoje vivo à esperar
o momento de me libertar
Não demore
Venha logo me flechar


Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 06/07/2013
Comentários
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links