Jair A. Pauletto
O Singular do Plural
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
Senhora
Da pequena nascente  contornando montanhas
ao rio que desafia seu leito até chegar ao sal do mar
são muitos sonhos a realizar
Ma imensidão do mar  e preciso continuar
caminha e caminha até individualizar
Viro barco a navegar
Procurando o mar da tranquilidade
e um porto seguro para ancorar
Entre marés  e tempestades
é preciso navegar
superar ventos bravios 
sem parar de sonhar
que um porto seguro vai chegar
Esperar a calmaria para tudo serenar
e quando a brisa voltar a soprar
desembarcar nas praias do seu olhar
Onde és  senhora a reinar
Ilha sonhada  em teu porto quero ancorar
pois até as sereias calam para escutar
seu poético recitar
Fada encantada  me abrigue deste mar
pois os ventos do sul  vivem a me castigar
Mas a bondade dos deuses do mar
aqui me trouxeram para ancorar
e nesta ilha de amor
me tornes seu senhor

Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 21/06/2013
Comentários