Jair A. Pauletto
O Singular do Plural
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
Inexplicável e fascinante.
 
O inexplicável é fascinante por esconder algo que julgamos extraordinário. Algo inexplicável e extraordinário é o que acontece quando sentimos uma indescritível sensação de bem estar. Sentimo-nos plenos, inteiros, felizes e, sentir-se assim, é tudo. O que mais poderia ter tanta importância além desse estado de plenitude, despertado por alguém que passa por nossas vidas de forma eventual, um por acaso intrigante, que nos coloca diante de uma pessoa estranha e, repentinamente, nos desperta interiormente esse mundo mágico? Essa magia que nasce de uma palavra, um gesto qualquer ou simplesmente um olhar?
Existem muitas explicações para algo tão maravilhoso, desde as exotéricas até as de maior rigor científico. Justamente por nos encantar tanto, esses momentos mereceriam maior dedicação dos estudiosos, mas fundamentalmente precisam ser melhor compreendidos por nós mesmos. Obviamente que não podemos deixar de sentir e viver tal magia por dedicarmo-nos a sua compreensão.
Acessar esse estado de completo bem estar, ao interagir com um estranho, ou até mesmo ao conhecer superficialmente alguém nas atuais redes sociais, pode estar relacionado a frequência vibratória pessoal ou a questões de relacionamentos pessoais, sejam no plano atual ou em vidas passadas, para os que acreditam, é claro.
Seja como for, compreensível ou incompreensível, o importante é não ignorar essa ligação, pois certamente não é uma banalidade, uma brincadeira do chamado acaso. Faz-se necessário que estejamos perfeitamente harmonizados, a fim de eliminarmos qualquer interferência de sentimentos equivocados ou carências emocionais. Eliminados esses riscos, podemos supor, com maior grau de certeza, que  trata-se de uma ligação a ser, no mínimo, observada com atenção. Não somente por nos elevar a este estado de graça, mas pela possibilidade de nos apontar caminhos mais adequados e felizes na condução da própria vida.
Ao identificarmos uma ligação profunda e verdadeiramente saudável, temos a obrigação de aprofundá-la. Contudo é indispensável que a seleção seja honesta e claramente definida no nosso eu superior, o que limitará essas ligações a um número muito reduzido. Quanto maior o rigor e a pureza dos sentimentos envolvidos, menores a quantidade de ligações produtivas. Embora considere impossível definir ligações produtivas, uma vez que todas resultaram de algum aprendizado, refiro-me aqui a ligações puras, isto é, verdadeiramente superiores, alicerçadas nos mais elevados valores.
Certos de estar vivendo uma ligação assim, não devemos ter dúvidas em investir todo o nosso amor para solidificá-la, pois não haverá espaço para sentimentos inferiores ou infelicidades. O que não significa ausência de desafios... Todavia, por maiores que sejam os percalços diários, nada irá abalar a magia da conexão.
Se entre as infinitas possibilidades você foi contemplado com a possibilidade de viver essa magia, aprofunde o relacionamento e conheça o verdadeiro paraíso.
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 24/03/2012
Comentários