Jair A. Pauletto
O Singular do Plural
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
Fortaleça o espírito natalino.
 
Bate o sino..., noite feliz..., então é natal..., e tantas outras canções natalinas invadem insuportavelmente os shoppings, lojas e casas. Já nos hospitais, as internações hospitalares, devido a problemas psicológicos, aumentam consideravelmente, ou seja, depressão e alegria disputam corações e mentes. Crianças aguardam os presentes do Papai Noel e festejam o término das aulas; as igrejas lotam de fiéis, não tão fieis ao longo do ano, e as donas de casa limpam suas casas para as festas. As ofertas tornam-se imperdíveis com promoções arrasadoras tornando mercadorias em sinônimo de felicidade, como se não pudéssemos ser felizes sem eles.
Repetidamente nesta época do ano o natal chega e provoca uma alteração profunda na rotina. Muitas pessoas simplesmente comemoram o natal como mais uma festa ou uma folga qualquer. Outros meditam, refletem sobre as mais profundas questões humanas e os próprios sentimentos. Algumas, porém, ficam tristes, entram em profunda melancolia, deprimem-se e choram. Neste grupo não é raro encontrar aquelas pessoas que atentam contra a própria vida ou acabam internadas em algum hospital. Existem ainda os nostálgicos que lembram como era bom o natal de antigamente, época inesquecível, na qual a mãe preparava deliciosos biscoitos cobertos de açúcar colorido e que eram guardados em latas que ficavam encima do armário da pia. Essa e tantas outras situações fazem parte do Natal, por mais surpreendente e ambíguo que possa parecer este é o “espírito natalino” se manifestando no coração humano.
A data do natal foi definida pela igreja católica para ser comemorada no dia 25 de dezembro, independente de ser ou não o dia do nascimento de Jesus, porém isso não é o mais importante, pois o que devemos compreender e assimilar é que o natal é o momento propicio para a reflexão e o renascimento. Convenções, tradições e modismos fazem do natal uma festa de significados ligados à elevação do homem, até mesmo os mais impróprios apelos comerciais vinculam seus produtos a magia do natal.
Esta época mágica em que os sentimentos afloram é importante sentir o espírito natalino e perceber que os sentimentos que agora afloram são sentimentos oriundos do nosso interior, portanto, que fazem parte do nosso ser. Entretanto, neste período permitimos que se manifestem sem freios, envoltos no tal “espírito natalino” e então magicamente somos mais tolerantes, mais compreensivos, mais humanos. Mas que mágica será essa que agora tolera a fechada do trânsito, o pequeno e insuportável atraso, a impaciência do marido, a demora da esposa e a preguiça do filho? Até mesmo ouvir pela centésima vez aquela estória do avô, sobre como era bom aquilo e aquele outro, torna-se um exercício de tolerância.
É, realmente o natal é surpreendente, consegue aproximar as pessoas, superar conflitos familiares, inimizades e transformar intransigência em tolerância. Natal é tempo de renascer de transformar-nos em pessoas melhores, em estudiosos de si mesmos para compreender as próprias potencialidades e os benefícios que podem não trazer. É o momento ideal para perceber que nossas atitudes são capazes de mudar a vida de uma pessoa, de uma família, uma comunidade e de todo o planeta. Nossas atitudes são resultantes do conteúdo interno, isto é, do que armazenamos e aceitamos seja parte de nós, portanto podemos guardar toda a magia do natal para ser vivida e distribuída o ano todo.
As casas decoradas, as luzes, o presépio e as canções natalinas, representam a beleza superficial do natal, são apenas um grão de mostarda diante da verdadeira beleza e significado do natal. Perceber que o poder transformador do natal é algo residente em nós e que pode ser acessado e manifestado todos os dias é uma grande dificuldade para a maioria das pessoas. É esta falta de percepção que torna a vida mais difícil nos demais períodos do ano, enquanto que no natal ela inconscientemente se manifesta nas pessoas e através desta magia que nos encanta e transforma, mesmo que temporariamente, em pessoas mais fraternas.
Aprofundar a compreensão do significado do natal é uma forma de conhecer um pouco do que Jesus veio nos ensinar, mas aprofundar-se é ir além do conhecimento histórico e superficial da origem do natal, é entender que o espírito natalino nasce em nossos corações e vive em nossas atitudes. Natal é alegria e festa e oportunidade de experimentar potencialidades, fazer escolhas e nos descobrirmos criadores da realidade, capazes de dirigir o próprio destino. Compreender o verdadeiro significado do natal é perceber que ele é indefinível, infinitamente maior do somos capazes de assimilar. No entanto, pode ser sentido naquele indefinível estado que ficamos ao receber um caloroso abraço, um beijo ou um carinho qualquer.
Natal também é tempo de pedir, sem preocupações com o exagero, especialmente quando se deseja amor, saúde e bem estar. Forca, compreensão, entendimento e capacidade de espalhar o espírito natalino no decorrer do ano. Espero que o Papai Noel seja generoso e encha teu coração de amor para que possas distribuí-lo em cada gesto e atitude ao longo do próximo ano. Feliz Natal!

 
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 21/12/2010
Alterado em 14/12/2015
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários