Jair A. Pauletto
O Singular do Plural
Capa Textos E-books Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos

Natal, sempre Natal.
 
Alguém está achando este Natal diferente? Existe algum motivo para festejar? E essa crise braba que está preste a bater na sua porta, esqueceu? Mas enfim, este natal tem tudo para ser diferente. Tá certo que a ceia vai ser parecida com a do ano passado, mas sempre se da um jeitinho pra fazer algo mais elaborado, uma roupinha nova, alguma coisa para enfeitar a casa e, é claro, o presente do filho, da esposa, dos sobrinhos e lembrançinhas para os demais. Afinal, uma conta a mais ou uma a menos, não fará tanta diferença.
Ainda está achando diferente? Aí é que está. Nada. Até a data é sempre a mesma, uma repetição sem fim. Os adultos comem e bebem como alucinados, enquanto as crianças correm desesperadas atrás dos presentes. Nada de novo, além de tudo o que um dia nós, nossos pais e avós já fizeram. Sem contar com a longa missa de natal, as luzinhas pisca-pisca e tantos outros apetrechos típicos desta época.
Como disse, até pode-se acrescentar alguma coisa ou tirar outra, mas não foge do tradicional, porque o Natal é sempre igual, é uma repetição. Sim, com certeza, muita gente acha o natal uma repetição, justamente por ver nesta importante data somente este aspecto material que a cada ano se torna mais comercial, mais automatizado, mais materialista. Mas será só isso mesmo? O que é o natal para você? Já refletiu sobre isso? Obviamente que você não precisa parar para pensar, porque certamente conseguirás pensar sem precisar parar. Deste modo, dá pra rever e aprofundar o verdadeiro significado do natal, mesmo que você seja uma das pessoas mais ocupadas do mundo, certo? Então faça isso e no final terá uma grande surpresa.
Confesso que eu também acho este dia uma repetição, pois não vejo data mais propicia a reflexão e ao renascimento que o Natal. Aliás, devíamos renascer sempre, para ficarmos cada vez mais viçosos, mais experientes e principalmente mais amorosos. Não importa se durante o ano o planejado não aconteceu da forma como desejávamos, o importante é que agora uma nova oportunidade se apresenta. Justamente num período em que, apesar do forte apelo consumista, os melhores valores humanos se espalham pelo ar. Época ideal para mergulharmos nessa energia natalina e renascer, se for preciso, lá das cinzas como a fênix, para resgatar e fazer florescer os verdadeiros sentimentos de humanidade e amor.
Estou levando este papo com você de forma mais leve, mais alegre e até um pouco espirituoso, para lembrar que o natal vai muito além daquelas lindas mensagens que lemos nos cartões dos amigos ou ainda aquelas mensagens que o rádio não cansa de repetir, geralmente destinada aos clientes de uma determinada loja. O Natal é também alegria, bom humor e simpatia. Uma alegria que vai além do nascimento do Menino Salvador, que deve fluir no nosso interior para contagiar a todos. Uma alegria renovadora capaz de contagiar as almas mais apagadas, mas principalmente de nos motivar para crescermos no amor e na caridade. O Natal é a renovação do amor, da esperança e das virtudes humanas. Por isso, permita que estes sentimentos inundem todo seu ser, de onde deve iniciar-se a ofensiva para transformar o mundo num lugar mais alegre, sem vícios e maldades.
Natal é magia, e magia é sempre um encantamento para qualquer idade, basta que tenhamos o espírito aberto receptivo para o amor e a felicidade. Portanto, por mais igual que possa parecer à magia do natal nunca será repetitiva, o que se repete são os simbolismos materiais, mas jamais o verdadeiro sentido do natal, pois este é único no coração de cada um. Não tenha medo de mostrar a beleza do amor que habita seu coração e aproveite a ocasião para espalhar esperança e felicidade a todos que cruzarem seu caminho, especialmente para as pessoas mais próximas. Experimente expressar mesmo que seja só com palavras o que você sente, somente por este dia, pois tenho certeza que no final sua satisfação com a vida terá aumentado, assim como sua felicidade e bem estar. Contudo, podemos ir além das palavras, pois essas por mais profundas dificilmente conseguem se aproximar do verdadeiro sentido do Natal, então devemos complementá-las com um afetuoso abraço, um gesto de carinho, um sorriso largo. Ou seja, manifeste seu amor às pessoas de forma que elas se surpreendam com você.
Mesmo que você seja daquele tipo calado ou tímido, por um momento neste natal, deixe tudo de lado, supere-se e expresse seu amor. Mas, se você realmente vê o natal somente como uma repetição, lembre-se que o significado é pessoal e temos o poder de agir para transformar a realidade. Não está no repetitivo cerimonial o verdadeiro significado do natal e sim no seu coração e este, cada um conhece o seu.
Desejo que neste natal você possa surpreender-se de si mesmo de tanto amor que irá receber, mas incrivelmente pelo tanto amor que terá para oferecer. Feliz Natal!

Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 23/12/2008
Alterado em 22/12/2014
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários