Textos


Homenagem às mães

 Dia das mães, assim como, dia dos pais, tiveram início nos Estados Unidos por iniciativa de uma filha. Neste caso, a jovem Annie Jarvis, perdeu sua mãe e ficou muito deprimida. As amigas preocupadas em tirá-la daquele sofrimento, resolveram fazer uma festa para perpetuar a memória da mãe, Anne, então resolveram estender a homenagem a todos as mães vivas ou mortas. Isso ocorreu no princípio do século XX e, em 1914, a data foi oficializada naquele País. O Rio Grande do sul foi à porta de entrada para que a data fosse oficialmente adotada. Foi através da ACM (Associação Cristão de Moços) de Porto Alegre, por iniciativa da missionária Eula Kennedy Long, há exatos noventa anos. Três anos depois, em 1921, já estava em são Paulo e finalmente em 1932, Getúlio Vargas assinou o decreto instituindo oficialmente o dia das mães no Brasil.

Embora as mães venham sendo homenageadas desde os princípios da civilização, foi na antiga Grécia que este hábito mais se difundiu. Hoje, embora em datas diferentes, as mães são festejadas e homenageadas em todo o mundo. Muitos países, como o Brasil, adotaram o segundo domingo de maio. Já outros, fazem suas homenagens antes da páscoa, mas particularmente a data do primeiro dia da primavera, adotada pelo Líbano e Palestina, considero a mais adequada para expressar a beleza de Mãe.

Mãe é primavera sempre, em qualquer estação ou situação que estivermos, é ela a beleza e a segurança que nos alegra. Falar das mães, de modo a descrever tudo o que ela significa em nossa vida é tarefa impossível, não somente pela minha limitação, mas pela sua grandiosidade. Muitos consagrados poetas, escritores, cantores e outros artistas já tentaram, porém ainda ou jamais conseguiram expressar a emoção, o sentimento, enfim o amor que lhes dedicamos ou que todos deveríamos dedicá-las.

Mãe é símbolo de vida, pois é no seu ventre que nos preparamos para a vida. É ela que nos nutre e nos proporciona as condições para crescermos com amor e delicadeza. Com seu afeto nós fortificamos e moldamos nosso caráter para toda a vida. Sua felicidade é crescermos feliz, pois nos disponibiliza o infinito amor de seu coração em toda e qualquer ocasião.Carrega na alma o dom de amar infinitamente. É incansável e dedica toda a sua energia ao bem estar dos filhos. Missão que exige coragem e renuncia, qualidade que, quando encontradas nos homens são chamados de heróis. Mãe é acima de tudo generosidade, que mesmo inconscientemente a adotamos expressões como a generosidade “da mãe terra” ou ainda “da mãe natureza” para enfatizarmos a graça, a abundância que delas provem.

 Alma iluminada que traz o poder de guiar e aquecer o caminho dos filhos e do lar. Suporta a ingratidão que nasce na adolescência e que muitas vezes se prolonga, mas com carinho nos conduz ao amadurecimento. Sempre forte, segura e consciente no papel que assumiu. Simplesmente porque ama e se entrega à felicidade do filho.

A família se eleva diante de tamanha força, capaz de clarear a mais sombria das trevas com um simples olhar. Desde o principio nos abriga e dá as condições necessárias para que possamos germinar e frutificar, sem precisarmos retribuir. Porém, quem não a homenagear neste se dia especial, não merece pertencer à espécie humana. Não quero ofender ninguém, mas é isso mesmo que penso, pois se alguém estiver distante de sua mãe, a mulher que nos colocou neste mundo, deve se aproximar. Não falo de distância física, pois podemos estar em dimensões diferentes, mas da distância do coração, seja lá o motivo que os tenha separado, faça um gesto de amor.  O amor é a energia que tem o poder de alcançar qualquer distância e tudo supera, certamente conseguirá tocar o seu coração.

 O Dia das mães é um dia de gratidão, um momento de celebrar a vida. Vida que deve seguir no caminho do amor, aquele amor puro que pode ser encontrado em abundância no coração das mães. Desejo um feliz dia a todas as mães.

 

Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 05/05/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Pauletto J. A.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários