Textos


Deus@s Araut@s

Nos dias atuais, é inadmissível confundir o mensageiro com a mensagem. Na idade média era comum matar o mensageiro, por trazer uma mensagem indesejada, como se ele fosse o responsável pela má noticia. Hoje se louva, se idolatra o mensageiro e se esquece da mensagem, digo isso em relação as coisas ditas “espirituais”, claro. Assim uma pessoa que por algum motivo em determinado momento conseguir fazer uma “boa nova” para esta dimensão, fazendo o trabalho de mensageiro em relação a dimensão superior, passa a sentir-se “senhor” da mensagem e detentor de direitos exclusivos. Isso ocorre porque sempre existe os de boa-fé, os puros de coração, os inocentes que não percebem que a boa mensagem não tem nada a ver com o mensageiro e passam a idolatrar, muitas vezes de forma até inconscientemente, o mensageiro. Também existe um grande grupo de desinformados e/ou bajuladores que nutrem seus egos ao se aproximarem do mensageiro, não dá mensagem, o que consequentemente também alimenta o ego do mensageiro tornando a mensagem ainda mais exclusiva e restrito ao pequeno círculo. Os dois grupos, seja aos bajuladores ou os de boa-fé, sempre saem perdendo, pois concentram sua atenção no mensageiro e não na mensagem, esquecendo que o mensageiro, foi por determinado momento um instrumento para a transmissão da mensagem, mas que o fundamental é o conteúdo da mensagem e não o meio de transporte.
É preciso despertar para essa realidade tão frequente em nossos dias e, perceber que o importante não é o meio que a trás, mas o seu conteúdo pois isso seria o mesmo que dizer que a boa notícia transmitida/vista através de um televisor Sony é melhor que a de um CCE. Esquecendo que não importa se é Sony ou CCE ambos são apenas televisores e podem transmitir mensagens boas tanto quanto mensagens ruins. E ainda o fato de ser televisor não significa que seja o único e sempre o melhor instrumento, seja para a transmissão, compreensão, interpretação.... da mensagem. O que seria dos cegos e surdos se houvesse somente televisores....
Mas em fim, tem tanta gente querendo ser televisor de marca, mas não passa de uma má falsificação paraguaia e pior trazendo informação pirata misturado com fake news da moda, como se fosse “Nota de Esclarecimento dos Deuses ou Mestres Superiores”. Portanto cuidado, despertar não é seguir a manada, o processo é muito mais amplo e no mínimo requer manter a mente aberta e o olhar crítico, sentindo no Coração se a mensagem condiz com a frequência vibratória do Amor e da Compaixão de “Deus”.
Mas, tem cada coisa que a gente tem que ouvir que o melhor que podemos fazer e se fingir de bob@ e seguir a vida ouvindo a melodia do coração sintonizado na Fonte, pois são muit@s @s deus@s mensageir@s ....  Como se diz, segue a vida... Boa semana.
 
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 06/11/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários