Textos


Distante

O poema fala de telhado cobertos de neve
Olhos em lágrimas por uma vida fria...
Vivo nos trópicos e não consigo entender
Dos meus olhos só escorem lágrimas de alegria
Meu coração ferve desde que te conheci
Meu espírito se elava ao te imaginar
Saltando do meu corpo para te encontrar...
Encontra-te sob um teto frio sem sonhos para realizar
Então elava-se ao céu para aos anjos suplicar
Que a amada do frio sinta o sabor do amor e o calor de amar
E o mais intenso amor possa então em sua vida reinar.

 
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 08/09/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários